Zona Azul digital será obrigatória a partir de segunda-feira

Zona Azul digital será obrigatória a partir de segunda-feira

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) irá reembolsar os motoristas interessados em devolver as folhas não utilizadas

A partir da próxima segunda-feira (21), a Zona Azul de papel perderá a validade e a versão digital, disponível desde o início de julho, será obrigatória. O motorista que estacionar em uma das 39.153 vagas espalhadas pela cidade terá que se cadastrar em um dos aplicativos credenciados pela Companhia de engenharia de Tráfego (CET), onde deve ser feito o pagamento.

O preço continua o mesmo: 5 reais por período, que pode variar entre 30 minutos e uma hora, de acordo com a localização. Segundo a CET, a medida tem como objetivo combater a evasão de receita e a comercialização ilegal das folhas de Zona Azul.

Para o motorista, essa é uma forma de driblar as variações de preço impostas pelos cambistas. Além disso, o usuário pode renovar o tempo de permanência pelo aplicativo, sem ter que retornar ao veículo e preencher outra folha – os aplicativos emitem um alerta quando o tempo solicitado estiver se esgotando.

Aplicativos

São três opções de aplicativo para validar o estacionamento em vagas de Zona Azul:




A navegabilidade das três opções atuais é igualmente simples, mas o programa da Estapar tem o diferencial de integrar facilidades dos estacionamentos da rede, como a reserva de vaga.

Reembolso

A CET irá reembolsar os motoristas interessados em devolver as folhas não utilizadas – na troca, porém, o valor da folha será de 4,50 reais. Os motoristas devem solicitar a troca na Gerência Comercial da CET, na Rua Senador Feijó, 143, 1º andar, Centro, das 8h às 17h entre os dias 21 de novembro a 30 de dezembro.

Vi na Veja SP

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *